Existimos para glorificar a Deus e para servir uns aos outros no amor de Cristo. Queremos ser uma bênção na sua vida. Volte outras vezes! “O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do Senhor”. Provérbios, 16:1.

29 de set de 2007

Análise do cd: Hillsong United - United We Stand

O Hillsong United é o ministério de louvor para a juventude, da Hillsong Church, que virou referencial para ministérios do mundo todo. Liderado por Joel Houston e Marty Sampson, o grupo mostra que "manda bem".
Os quatro últimos CD do United definiram sua sonoridade e sua visão ministerial – levar jovens de todo mundo aos pés de Jesus, vivendo uma vida de santidade e intimidade com Deus.
Pra quem nunca ouviu alguma música do United, com certeza já ouviu alguma versão gravada ou ministrada por algum ministério brasileiro. David Quinlan, por exemplo, em várias de suas ministrações têm cantado uma versão de “Open Up The Heavens” do álbum More Than Life. Chris Duran – no seu último álbum – gravou uma versão para One Way, também do álbum More Than Life.
“United We Stand" é o penúltimo álbum, lançado no início de 2006, e não deixa nada a desejar aos álbuns anteriores. O CD abre com uma introdução e depois segue a música “The time Has Come" . A música declara que nascemos para uma única coisa: louvar a Deus.
“Take It All" é a música mais empolgante do CD – como de praxe em todos os CD’s do United – É uma música de gratidão ao sacrifício da cruz. O refrão diz “Jesus, nós vivemos pelo Teu nome e nunca seremos envergonhados por Ti... nosso louvor e tudo que temos, damos a Ti”. A música tem um riff de guitarra como um bate estaca em toda a sua extensão, mas no refrão cresce e empolga. Realmente uma das melhores músicas do CD.
Em seguida, mais ou menos no mesmo estilo, vem “From God Above". Uma canção pop, com guitarra bem presente e o refrão – que na maioria dos casos – nos convida a cantar e a declarar juntos. Neste caso declarando que “Tu salvaste minha alma e me fez novo e agora eu vivo pra Ti!”.
Uma introdução bem suave na guitarra e aí surge “From The Inside Out", uma música crescente. A canção é um reconhecimento e gratidão à misericórdia de Deus. “Por mais que eu falhe um milhão de vezes, tu permaneces misericordioso...” O refrão impactante declara “Eternamente, tua luz se acenderá quando todas as outras se apagarem”.
A faixa seis é “Came To The Rescue". É impossível escutá-la sem se derramar na presença de Deus. “Me ponho de joelhos e Te adoro, dou tudo o que sou pra ver Tua face. Senhor, tudo que tenho é Teu”.
O final da canção acaba emendando com um espontâneo que diz “Na minha vida, seja exaltado/No meu mundo, seja exaltado/No meu amor, seja exaltado”. É o ponto alto do CD.
“None But Jesus" também uma belíssima canção. Ministrada sobre teclados e violões na voz de Brooke Fraser. A canção declara “Não existe outro pra mim, além de Jesus/Crucificado pra me tornar livre/Agora eu vivo para adorá-lo”.
A canção nove é um espontâneo que é continuação da música anterior.
A canção 10 – “Fire Fall Down" - começa como que uma espécie de coro dos redimidos, cantando juntos “Pois eu sei que Tu estás vivo/Pra reconstruir minha vida quebrada/E eu vou cantar para glorificar Teu santo nome, Jesus Cristo”. A música vai crescendo de acordo com que as pessoas vão se envolvendo com ela.
Retornando para a agitação segue “Revolution". E como diz o título a música fala de uma geração de adoradores radicais e revolucionários que serão usados para trazer o avivamento às nações. “Então nós despertaremos juntos como uma única voz que diz que Jesus é o nosso salvador”.
“Kingdom Come" segue a mesma linha. A guitarra característica do Hillsong é bem evidente nesta canção. Interpretada por Joel Houston, é uma canção que clama “Deixa Teu reino vir e Tua vontade ser feita e nós serviremos Teu coração... Deixe a salvação fluir...”. É uma canção dançante e envolvente.
“No One Like You" é uma canção pequena e de letra simples. O refrão cantado sobre violões e teclado declara “Não há ninguém como Tu, Jesus” e cresce recebendo o acompanhamento da bateria e da guitarra.
“Sovereign Hands", também interpretada por Holy Dawnson, declara a soberania, poder, majestade e é também uma canção de reconhecimento Àquele que se esvaziou, foi obediente até a morte para nos salvar. “Soberano Deus/Se humilhou para viver uma vida santa/Filho dos céus, cumpriu a vontade de Deus e foi crucificado”.
“The Stand", ministrada por Joel Houston, é outro belíssimo momento marcante do CD. No início da canção reconhece-se o amor de Deus e a Sua fidelidade, mesmo quando pecamos. Reconhecemos que Ele tem tudo em Suas mãos. O que torna o refrão impactante quando diz “O que posso dizer? O que posso fazer? Senão, dar meu coração todo pra Ti.”
O CD encerra com 2 canções espontâneas. Selah e Hallelujah.
“United We Stand" é mais um belíssimo trabalho da galera jovem do United. Um som bem definido unido a letras ungidas, que passeiam entre o reconhecimento e declaração de paixão e dependência a Deus.
Vivi momentos marcantes e fui bastante impactado, quando um dia me tranquei no quarto e deixei que Deus falasse comigo através das canções. Experimente você também e lembre-se: CD’s de adoração não são pra ser simplesmente “escutados”, mas experimentados!
Correções: Leone Lacerda, João Giovanni Ximenes
Compre o cd: "United We Stand”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia as regras:
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
São publicados aqueles que respeitam as regras abeixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
- Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
- Se quiser deixar sua URL, comente usando a opção OpenID;

OBS: Comentários dos leitores não refletem as opiniões da blog.

Blog Widget by LinkWithin