Existimos para glorificar a Deus e para servir uns aos outros no amor de Cristo. Queremos ser uma bênção na sua vida. Volte outras vezes! “O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do Senhor”. Provérbios, 16:1.

5 de set de 2009

Miniaturas de chumbo

Bombeiro motorista mecânico de Barcelona, 1923
O bombeiro de Barcelona, para dirigir o veículo da corporação, um Delahaye 1922, batizado de "a Genoveva", troca seu capacete por um quepe de pano.
O uniforme:
1- Quepe:
De feltro e de cor azul! Possui uma viseira rigida de plástico adornada com um debrum vermelho. A insígna do corpo é de latão dourado e é presa por grampos na parte dianteira do quepe.
2- Óculos:
De vidro com armação de couro. O motorista do veículo de bombeiros é o único que utiliza óculos. uma larga faixa elástica permite o ajuste ao rosto.
3- Casaco:
De tecido azul, o casaco oferece uma pracária proteção. É adornado no centro com uma larga faixa vertical de tecido vermelho. A gola, as ombreiras e os punhos também são dessa mesma cor. O casaco é fechado mediante cinco botões de latão dourado.
4- Calça:
Do mesmo tecido que o casaco. Duas faixas de tecido vermelho com cinco centímetros de largura percorrem as laterais das pernas da calça.
5- Botas:
De couro preto. Naquela época, os bombeiros utilizavam o mesmo tipo de calçado que as demais profissões. Ainda não havia sido estabelicida nenhuma norma sobre calçados específicos para os bombeiros.
Veículos adaptados
Desde sempre, e o uniforme do motorista, por sua função, é prova disso, os bombeiros de Barcelona insistiram no deslocamento dos veículos de intervenção.
Esses veículos, principalmente os autobombas, tinham, e ainda têm, gabaritos diferentes para poderem se deslocar tanto no centro histórico como nas amplas avenidas da cidade. Na central telefônica, a relação das ruas indica o tipo de veículo que deve sair, leve ou pesado, posto que cada setor conta com ruas estreitas e largas. Barcelona se formou a partir de uma série de pequenas vilas que se agruparam para compor a magnífica urbe que conhecemos hoje. Os bairros atuais continuam mantendo o nome das vilas de origem.
Fonte: Bombeiros do mundo - DelPrado Coleções.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia as regras:
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
São publicados aqueles que respeitam as regras abeixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
- Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
- Se quiser deixar sua URL, comente usando a opção OpenID;

OBS: Comentários dos leitores não refletem as opiniões da blog.

Blog Widget by LinkWithin